quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

A evolução da área superficial da Lagoa da Ervedeira



Trata-se de uma Lagoa que abriga diversas espécies animais, tais como patos selvagens(existentes só na Península Ibérica e que estão em vias de extinção), aranhas e coelhos, assim como plantas, entre elas canas, pinheiros, musgo, arbustos e eucaliptos.
Um espaço idílico que oferece alimento e refúgio aos seres vivos, sendo este um local natural de riqueza biológica.
Já lá vão os tempos em que tudo o que existia à faceda terra era puro e limpo. Hoje o panorama mudou ligeiramente. Existem muitas pessoas que se preocupam mais com o seu próprio bem-estar do que
com o ambiente que as rodeia. É a falta de civismo de muitos que faz com que o ambiente esteja cada vez mais degradado. Exemplos disso, são as matas e a areia das praias e lagoas cheias de resíduos, os equipamentos que se encontram à disposição da população vandalizados , entre muito outros.
Na Lagoa da Ervideira há já várias situações que a afectam, umas devido à acção do homem, outras devido à própria evolução da natureza. Os seus principais problemas prendem-se com a descida do nível médio das águas devido à pouca precipitação que se faz sentir em Portugal e também devido a alguns furos feitos pela população para abastecimento próprio e muito de certeza devido á estraçao de areias circundantes á Lagoa (areiros))fazendo que os veios freaticos de água se percam e tambem devido aos diversos furos de extração de água para as fabricas de celulose da Figueira Da Foz (Gala).







ANO 2009 o ano mais seco desde 1995

A aglomeração de matéria orgânica, a acumulação de lixo nas margens da lagoa (plásticos, vidros, vestuário, papéis e lixo orgânico) e, por fim, a eutrofização das águas são outros problemas que se manifestam na Lagoa da Ervideira actualmente.
A eutrofização é o processo através do qual as águas da Lagoa se enriquecem de nutrientes minerais eorgânicos, provocando o excesso de vida vegetal e,por falta de oxigénio, dificulta a vida animal. Este processo leva à consequente deterioração da qualidade da água. Em relação à Lagoa daErvideira, esteprocesso dá-se devido aos produtos químicos e à matéria orgânica colocada nas terras em volta da Lagoa. Com a precipitação, estes químicos descem para a Lagoa, dissolvendo-se ou infiltrando-se nas águas subterrâneas, sendo arrastados até aos lençóis de água e causando o crescimento de algas , que com o tempo forma o excesso de vida vegetal. A eutrofização   nota-se através da cor da água azul esverdeada.
A Lagoa da Ervideira apresenta também zonas perigosas tais como os pesqueiros que não têm protecção, podendo, assim, provocar a queda de crianças e adultos. Fonte : http://www.jornaldeleiria.pt

Fizemos um pequeno inquérito a  residentes na povoação da Ervideira de diferentes faixas etárias everificámos que cinco em seis pessoas consideram que há probabilidade de a lagoa secar dentro de alguns anos; todos os inquiridos afirmam que há vandalismo na lagoa e que estão conscientes dos perigos ali existentes; quatro dizem que só há vigilância e segurança durante a época balnear e cincoreferem que não existem caixotes do lixo suficientes ou a consecutiva falta de limpeza destes .
Apesar dos problemas expostos, a Lagoa da Ervideira apresenta benefícios, uma vez que é uma zona de lazer, de turismo e de pesca. É aproveitada pelas pessoas para passeios pedestres, velocípedes e, ainda, utilizada para piqueniques.


Mapa da Lagoa da Ervedeira






 A evolução da área superficial da Lagoa da Ervedeira é vulnerável às condições de baixa pluvisidade
Adicionar legenda
A Lagoa da Ervedeira  tem vindo a registar uma descida acentuada do nível de água, para níveis nunca antes registados. Este grave problema está a preocupar bastante toda a polpulação  da região e autoridades oficiais, pois se o nível de água continuar a baixar ao ritmo que se tem registado, a vida desta fabulosa lagoa está seriamente em risco. Embora ainda não tenha sido descoberto a causa deste fenómeno, a população fala de duas possíveis causa para o problema, sendo a fraca pluviosidade registada e a excessiva exploração dos lençóis freáticos apontados como principais causas, pois também o baixo nível dos poços da região apontam neste sentido.



Ano 2003
Ano 2005
Ano 2006
Ano 2009
Ano 2011
Ano 2012

Quero com isto pedir a vossa opinião sobre  este fenómeno.

FONTES:  http://www.jornaldeleiria.pt , http://www.proder.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário