Ervedeira

Ervedeira
A pequena aldeia de nome ERVEDEIRA‬ e a sua ‎Lagoa Da Ervedeira‬ uma Localidade com 870 Anos de Historia.

terça-feira, 16 de novembro de 2021

ERVEDEIRA 880 ANOS DE HISTORIA



Lagoa da Ervedeira e os seus 880 anos de história ! 

“Et inde contra mare per cimalias de Carnedi quomodo discurrit aqua ad Carnedi inter Cornagaa et ipsum Carnedi, inde ad Fontem Couum, deinde ad lacunam Eruedosam quomodo intrat in pinarium usque ad mare”.


Lagoa da Ervedeira 2003
Pela sua localização é uma lagoa costeira com um ecossistema natural de grande riqueza biológica e um habitat ideal para algumas espécies, sendo um bom local para a invernada de aves migratórias, pois é um local sossegado e com alimento em abundância.
A Lagoa da Ervedeira é referenciada já no século XII (1142) encontrando-se escrita no texto do Foral de D. Afonso Henriques, esta foi dada a Leiria para delimitar as terras planas, cobertas de matagal bravio, "que a norte avançam para poente, indo da lagoa da Ervedeira até ao mar e de Louriçal até Leiria", onde em Dezembro de 1166, estas terras são transformadas em couto e doadas ao rico e poderoso Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, com o fim de serem protegidas das constantes investidas mouras.
Note-se que a ocupação humana desta zona marítima é referida numa das mais antigas descrições conhecidas, a narração do cruzado Osberno, em 1147, sobre a Conquista de Lisboa aos Mouros
A Lagoa da Ervedeira (Lagoa da Ervedosa)como acima referida, serviu outra hora para delinear os limites do concelho, para quem desconhece, esta fica situada geograficamente na área de transição entre a Beira litoral e a Alta Estremadura .

Nesta faixa litoral, encontramos marcas que assinalam a formação recente da linha de costa e a presença marinha que andou associada à evolução das dunas litorais e à formação de diversas lagoas. Entre estas, destacam-se a lagoa da Ervedeira, na altura ainda navegável, cuja idade é incontável e que se encontra na memória de todos quantos na localidade passaram, situa-se no lugar da Ervedeira, no Pinhal do Concelho.



O documento escrito mais antigo que dela fala é por é por certo o "Couseiro", e a ela se refere nos seguintes termos:
"... Neste Lugar da Ervedeira está uma Lagoa, que nunca seca; é grande, e no Inverno inunda muito, cria ruivacos, está o Mar a meia legoa." assim como este relato escrito em latim de 1147 :
“Et inde contra mare per cimalias de Carnedi quomodo discurrit aqua ad Carnedi inter Cornagaa et ipsum Carnedi, inde ad Fontem Couum, deinde ad lacunam Eruedosam quomodo intrat in pinarium usque ad mare”.
A monocultura do pinheiro bravo junto a Lagoa da Ervedeira teve de certo modo a sua importância na construção dos barcos na altura dos descobrimentos marítimos assim como o desenvolvimento da agricultura.

    Localidade da Ervedeira e Lagoa da Ervedeira 2000

A oeste da Lagoa da Ervedeira no século XIII D. Afonso III, marcou o início da plantação intensiva de monocultura do pinheiro bravo, que hoje faz parte do pinhal de Leiria .
No entanto é com D. Dinis que (entre 1279 e 1325) a cultura foi intensificada. Fizeram-se enormes sementeiras para que as dunas da costa não se degradassem. Serviu este pinhal também para a exportação e construção naval* que servia interesses comerciais e marítimos do reino.


O facto da Lagoa encher e inundar as terras no inverno era importante e apreciado pelos agricultores, pois fertilizava-as. Os primeiros habitantes deste território viviam sobretudo da agricultura, era o seu principal meio de subsistência nessa recuada época. Através dessa actividade económica obtinham as plantas e os animais que, muitas vezes, transacionavam com povos de outras localidades.
A terra era muito arenosa, pobre em húmus, mas muito rica em água, nos poços, nas fontes e no campo do Lis, devido á proximidade do rio. O Rei D. Dinis, mandou abrir valas e rios para que o enxugo dos terrenos pudesse tornar cultivável o solo que teve como principal objetivo fornecer a madeira para a construção* dos navios dos descobrimentos. (*a madeiras para a construção dos mastros para as embarcações, foi uma parte oriunda de uma localidade junto á lagoa da ervedeira que ficou com o nome de "Mastros")

Já em 1758, segundo escritos, o trigo era a cultura que mais abundava, assim como as hortaliças, no entanto as produções agrícolas junto á lagoa eram principalmente milho que veio da Europa na altura dos descobrimentos.
Ainda hoje se podem ver enormes e verdejantes milheirais nos campos do Vale do Lis. Todavia, durante alguns anos o milho foi suplantado por uma cultura nova: o arroz, devido á abundância de água. Introduzida pelos Mouros, esta planta só em meados do século XIX, se desenvolveu no Concelho de Leiria e foi produção importante, assim como na localidade da Ervedeira e nas restantes localidades da Freguesia do Coimbrão.

A pesca também foi explorada, na Lagoa da Ervedeira podiam encontrar-se ruivacos, carpas, salmões e sabogas, no entanto estes peixes foram desaparecendo. Segundo se consta, em meados do século passado, algum produto químico teria morto quase a totalidade dos peixes, que foram apodrecendo nas margens, no seu lugar foram colocados achigãs, peixe carnívoro e carpas, que ainda hoje abundam na Lagoa.
Os habitantes da Ervedeira utilizando cestos, narsas e encha lavadas ( utensílios feitos pelos homens do Pedrogão que serviam para a pesca) pescavam na Lagoa e iam vender, pelas portas, o peixe à xícara.
Atualmente a lagoa é utilizada para as demais ações, desde a pesca desportiva, desporto á vela, paddle, caminhadas ecológicas (plogging) turismo natureza, também está equipada com mesas para fazer um piquenique em família, um passadiço para caminhadas equipado com um observatório de aves e um baloiço com uma vista privilegiada para toda a Lagoa da Ervedeira .



Até Outubro de 2017 foi um local rodeado de pinhais onde podemos constatar a antiguidade do seu povoamento, muito perto da Lagoa existe uma antiga ermida referente a localização da Povoação com o nome de ERVEDEIRA e onde se situava a antiga capela da localidade.


Lagoa da Ervedeira 2022
Note-se que a ocupação humana desta zona marítima é referida numa das mais antigas descrições conhecidas, a narração do cruzado Osberno, em 1147, sobre a Conquista de Lisboa aos Mouros,
por outro lado a consulta de um outro documento relativo aos limites do couto de Louriçal doado ao mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, em 1166, descreve a antiguidade da existência da Lagoa da Ervedeira e da sua localidade.




.

Estrada 109-9 (de Monte Redondo até à Praia do Pedrógão)

A estrada nacional 109-9,que vai de Monte Redondo até à Praia do Pedrógão será um dos troços de estradas que vai passar para a gestão do Município de Leiria, assim como a 350 (da Rua Paulo VI, em Leiria, até ao cruzamento da Estrada Regional 357, na Caranguejeira) e a 349 (das Várzeas até à saída da vila de Monte Real).


 “O objetivo é integrá-las na rede municipal” palavras estas preferidas por o vereador com o pelouro das Obras Municipais, Ricardo Santos ao jornal semanal, Região de Leiria.
Também o presidente do município, Gonçalo Lopes, referiu ao R.L que os acordos “resultam de uma negociação já com alguns meses” e reconhecendo assim o “estado muito mau de algumas vias” , afirmou, garantindo que o dinheiro “será aplicado nas zonas onde forem definidas com as juntas de freguesia as áreas mais prementes, que deverão ser as zonas mais urbanas e onde existem mais problemas de segurança rodoviária”.

terça-feira, 23 de março de 2021

Grupo de Amigos da Lagoa da Ervedeira



Vem conhecer a  Lagoa da Ervedeira .
Próxima à Praia do Pedrogão a norte de Leiria, a Lagoa da Ervedeira após a instalação e requalificação de novos passadiços que contornam quase metade da lagoa,







Tem também um modesto baloiço recentemente instalado no epicentro desta zona de lazer que, além de oferecer duas praias com areia fina também dispõe de bar sazonal e parque de merendas entre as sombras de pinheiros.







Este local foi vítima do grande incêndio de 2017 que consumiu quase todo o Pinhal de Leiria, incluindo a zona de pinhal que contorna parte da lagoa, onde se encontra o Passadiço. ⠀











Mas a menos de 3 anos depois, o local encontra-se melhor*do que nunca!









Aproveitamos para partilhar algumas  das acções referentes ao nosso Plano de atividades anual, entre as quais as mais de 800 árvores plantadas em 2019 e 2020 na zona circundante á Lagoa .




𝙇IM𝙋𝘼𝙍, 𝙋𝙇𝘼𝙉𝙏𝘼𝙍 , 𝙍𝙀𝙂𝘼𝙍 , 𝘼𝘿𝙐𝘽𝘼𝙍 , 𝙍𝙀𝙋𝙇𝘼𝙉𝙏𝘼𝙍
Para que a futura geração no futuro á sombra possa estar .












Mas não é só plantar....continuamos a acompanhar o seu desenvolvimento.

  "ℚ𝕦𝕖𝕞 𝕤𝕖𝕞𝕖𝕚𝕒 𝕒𝕞𝕠𝕣 , 𝕔𝕠𝕝𝕙𝕖 𝕗𝕖𝕝𝕚𝕔𝕚𝕕𝕒𝕕𝕖"



Na época de verão contamos sempre com a ajuda de voluntários que se juntam para regar as arvores .


Ficamos gratos por existir pais e "anónimos" que se preocupam com a natureza e ao mesmo tempo incentivam os seus filhos a tratar bem desta

















Com a chegada da Primavera a Lagoa da Ervedeira convida  TODOS os amantes da natureza a visitar...este é um excelente local para desfrutar em família e amigos,  e é também uma alternativa em dias menos bons junto ao mar.


E ainda não acabou: estão para «chegar» novidades, uma iniciativa do Grupo de Amigos da Lagoa da Ervedeira.
Convida os teus amigos(as) a Participar nas nossas acções .
🆅🅸🆂🅸🆃🅴🅼 - 𝑨𝑱𝑼𝑫𝑬𝑴-𝑵𝑶𝑺 𝑨 𝑪𝑹𝑬𝑺𝑪𝑬𝑹
A 𝗡𝗮𝘁𝘂𝗿𝗲𝘇𝗮 𝗮𝗽𝗲𝗻𝗮𝘀 𝗻𝗲𝗰𝗲𝘀𝘀𝗶𝘁𝗮 𝗾𝘂𝗲 𝗮 𝘁𝗿𝗮𝘁𝗲𝗺 𝗯𝗲𝗺