terça-feira, 16 de maio de 2017

16º Festival de Sabores do Coimbrão

16º Festival de Sabores do Coimbrão e deixe-se levar pelos sabores desta freguesia.




Festival que em outras ediçoes anteriores  se chamava "Festival Gastronómico do Coimbrão", tem como objectivo promover as potencialidades gastronómicas locais, bem como divulgar e apoiar o trabalho realizado pelas várias associações e grupos que integram a iniciativa.
O programa integra, entre outras actividades a apresentação e  a qualidade da gastronomia existente na freguesia  do Coimbrão , a partir de sexta feira dia 9 , irá ser  apresentada a Agenda Gastronómica realizada por algumas das associações e grupos que como já se referiu acima fazem parte desta iniciativa .

ENTRADA LIVRE
INF.: 244 606 478 | www.jfcoimbrao.pt  

Org.: JFCoimbrão
Participações: AMA Associação de Moradores e amigos do Casal Ventoso  , ADASCO, Rancho Folclórico do Coimbrão Flores de Verde Pinho , U. D. R. Coimbrão , G.A.L.E (Grupo de Amigos da Lagoa da Ervedeira ),  LAPP Liga de Amigos da Praia do Pedrogão , ACDPPP Associação Cultural Desportiva e Promotora da Praia do Pedrogão .

Apoio: CMLeiria

16º Festival de Sabores do Coimbrão

Gastronomia

São iguarias da região, as Morcelas do Coimbrão (de sangue e arroz). São confeccionadas sobretudo na altura da matança do porco, uma tradição que só algumas famílias mantêm. Muitos dos utensílios utilizados pelos nossos avós, ou nossos pais foram caindo em desuso, sendo substituídos por outros com efeito mais rápido e eficaz, o cebolão é exemplo disso, era uma arma esguia e aguçada para matar o porco, o chambaril ou o tabuleiro das tripas são outros utensílios que permanecem apenas na memória dos mais velhos. As morcelas têm como ingredientes o sangue e a gordura do porco, arroz e especiarias (cravo, cominhos e sal). Depois de preparada uma massa com estes ingredientes, enchem-se as tripas e vão a ferver num panelão com água. Depois de cozidas podem servir-se quentes, ou ser colocadas no fumeiro e mais tarde podem acompanhar um cozido à portuguesa. São igualmente deliciosas fritas às rodelas na famosa fritada, que é uma outra iguaria da região. Ainda na altura da matança, e aproveitando o resto do preparado das morcelas, eram feitos os Bolos de Morcela, juntado um pouco de canela, farinha e água a ferver, formando uma pasta para moldar e fazer pequenas bolas que iam a cozer na água das morcelas, havia quem pusesse açúcar nestes bolos. Mais tarde faziam-se os famosos torresmos, tão apreciados por todos.
A Broa de Milho é uma outra tradição que só os mais antigos mantêm viva. Para a sua confecção é necessário farinha de milho, água tépida e fermento e os utensílios: peneira, masseira, tendeira, pá de forno, um rodo para limpar e retirar a cinza do forno, o vasculho, era um pau com louros que servia também para limpar o forno e claro o forno, onde é cozida a broa.
As Migas e o Bacalhau com Molho de Toucinho são outras iguarias características desta freguesia, que ainda hoje podem ser apreciadas nos restaurantes da região.
Fazem parte da confeitaria da região, Arroz Doce, Broa Doce e Filhós, confeccionadas com abóbora menina.  ( fonte https://pt.wikipedia.org/wiki/Coimbr%C3%A3o )

Se aprecia um bom prato tradicional, então não falte e traga os seus familiares e amigos!

Sem comentários:

Enviar um comentário