segunda-feira, 25 de abril de 2016

Responsabilidades !

O futuro próximo na localidade de Ervedeira e a sua Lagoa A Ervedeira e a sua Lagoa irá viver num futuro próximo dias difíceis com estas plantações . Pequenos produtores rurais irão desesperados, em busca de alguma (qualquer) solução para a falta de água. ( já tarde) Alguns iram reclamar ter apenas alguma água para as sua regas e outras utilizações . E depois? Ninguém sabe. O que mais se ouvirá é que as nascentes estão a secar , o volume dos rios está ficando cada vez mais irrisório o nível dos poços das propriedades está a reduzir abrupta e assustadoramente e o nível freático da lagoa estará mesmo em baixo senão seca . E depois pedirão explicações para isso, que vão muito além da falta de chuvas nos últimos anos : elas mostram o efeito da exploração insustentável e inconsequente da natureza. Falando aqui como exemplo a Lagoa da Ervedeira , a 1 km da localidade rural da Ervedeira , que teve o seu território profundamente modificado nas últimas décadas: hoje restam apenas 10% da cobertura florestal original, 50% da aldeia passou a ter bastios outra hora zona de agricultura, ao abandono e quase 40% da sua área está ocupada por plantações de eucalipto – que "ganharam" raízes, inclusive, em áreas de proteção natural ( Lagoa da Ervedeira ), zonas de nascentes e outros lugares em que o mínimo bom senso indicaria, mais do que qualquer lei, é de uma grande irresponsabilidade. Mas os donos das terras, por pura ganância, preferem desprezar as evidentes consequências que chegariam de forma mais contundente do que suas expectativas de lucros. Em uma palavra: IRRESPONSABILIDADE . O eucalipto é uma arvore que muita gente já reconhece como prejudicial ao meio ambiente, quando algumas plantações não são realizadas com cuidados mínimos e básicos ( Licenciamento respeito pelas margens). Mesmo assim, pouquíssimos produtores têm parado para pensar no assunto, e em um número menor este ainda se mostra disposto a experimentar mudanças. Com certeza que já ouviram falar ou leram que o eucalipto consome muita água, não? Há estudos que afirmam que um pé (raiz) da planta pode consumir até +/- 40 litros de água por dia. Multiplique esse valor pelos milhares e milhares de exemplares plantados e terá uma noção do potencial de impacto que essa cultura pode provocar . Quando se fala em meio ambiente, infelizmente, a lógica que se repete é uma só: vencem sempre os interesses econômicos e quem tem mais dinheiro. Mais uma vez, ficamos a aguardar por decisões políticas já tardias e senão sem solução . Resta, ao menos, aguardar que nos próximos anos chova muito ou imaginar, como já se ouve entre os indignados, que, se faltar a água, a solução passa por inventar o sumo e a água de eucalipto… Lamento que os ignorantes deste pais continuem com este ideal de plantação , o pior ainda está por vir e será as gerações futuras que mais irão sofrer .

Sem comentários:

Enviar um comentário